Rádio Cenecista de Picuí

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Caminhoneiro é preso na PB após pôr carros para fora da pista e admitir uso de droga

Até a PRF o alcançar, o caminhoneiro pôs, segundo os agentes que atuaram na ocorrência, vários carros para fora da pista e continuava intimidando os que seguiam à frente, na tentativa de abrir passagem

Veículo conduzido pelo
homem detido na ação da PRF
Um caminhoneiro foi preso em ação da Polícia Rodoviária Federal em trecho da rodovia BR-230 entre as cidades de Campina Grande e Pocinhos, na Paraíba, na noite desta quarta-feira (12), após dirigir sob efeito de maconha e colocar carros pra fora da estrada.


Uma equipe da PRF fazia ronda na BR-230 quando avistou um caminhão ziguezagueando na pista. O trecho é de pista simples, não existindo um canteiro central dividindo as faixas de sentidos opostos. Os policiais tentaram abordar o veículo para evitar um acidente de grandes proporções, mas, até a viatura da PRF o alcançar, o caminhoneiro pôs, segundo os agentes que atuaram na ocorrência, vários carros para fora da pista e continuava intimidando os que seguiam à frente, na tentativa de abrir passagem. 

Quando o caminhão, da marca Volvo, foi finalmente interceptado, havia duas pessoas nele, o motorista e um acompanhante. “Já no início da fiscalização os policiais rodoviários federais perceberam o ar irritadiço do condutor. Bastante agressivo, o caminhoneiro esbravejava diante dos agentes. O acompanhante estava calmo, mas muito apreensivo. Não demorou muito para que os PRFs descobrissem o motivo de todo aquele comportamento: encontraram maconha na cabine do caminhão. Dois cigarros e um pequeno volume da droga prensada. Foi solicitado que o motorista soprasse o etilômetro (bafômetro), mas ele se negou e, ao mesmo tempo, declarou que havia fumado maconha. O passageiro disse o mesmo. Diante de tudo o que foi visto e encontrado, o caminhoneiro e o passageiro ouviram voz de prisão”, disse nota encaminhada pela assessoria de imprensa da PRF.

O condutor foi autuado pelo crimes de dirigir fazendo uso de substância psicoativa, consumo de drogas e porte de drogas. Já o passageiro foi autuado por consumo e porte de drogas. O caminhoneiro ainda foi multado por forçar passagem entre veículos, que é uma infração gravíssima, atingindo o valor de R$ 1.467,35; dirigir sob efeito de substância psicoativa, que também é gravíssima, cujo valor é de R$ 2.934,70; conduzir veículo em mau estado de conservação (pneus carecas), que tem valor de R$ 293,47 e ainda por estar com a placa do veículo dobrada para dificultar a identificação, que é gravíssima e o seu valor é R$ 293,47. A ocorrência foi registrada na Delegacia da Polícia Civil de Pocinhos.

Portal Correio

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”