Rádio Cenecista de Picuí

sábado, 7 de janeiro de 2017

Filme gravado em Barra de Santa Rosa vai ser exibido no Canal Futura

O curta-metragem, intitulado 'Sonho Novo', da diretora Sandra Buriti, começa a ser exibido a partir desta sexta-feira (6), com reexibições durante toda a semana que vem
Foto: Divulgação
Curta-metragem conta a história de um
jovem que sonha em ser universitário
Abordando um assunto bastante característico das cidades do Nordeste, a seca, um filme rodado na cidade de Barra de Santa Rosa, no Curimataú Paraibano, vai ser exibido no canal de televisão Futura.


O curta-metragem, intitulado 'Sonho Novo', da diretora Sandra Buriti, começa a ser exibido a partir desta sexta-feira (6), com reexibições durante toda a semana que vem. O Filme conta a história de um jovem, filho de agricultores, que tem o sonho de fazer faculdade, mas precisa viajar para trabalhar, por causa da falta de chuvas.

Segundo a diretora, Sandra Buriti, a inspiração para a história veio de dezenas de relatos de famílias que perderam sonhos e esperanças diante da condenação lenta e implacável da seca. “Esta é a realidade de assentados que amargam uma vida sem água, sem perspectiva e com poucas chances de estudar. Muitos decidem ir embora para conseguir dinheiro em outros lugares, deixando mulheres e filhos. Os filhos mais velhos também deixam suas casas para trabalhar em colheitas de lugares distantes, enterrando o sonho de estudar”, relata a diretora.

O filme conta a história do jovem Romário que sonha em se tornar um estudante universitário, mas a falta de chuvas obriga ele e seu pai a irem embora para outro estado. Este é o ponto de partida da história criada pela professora Sandra Buriti. A história toma novos rumos, quando a pequena 'Natinha', irmã de Romário, começa a sonhar e os sonhos começam a se tornar realidade, inclusive a chegada de chuvas fortes na região.

A primeira exibição do filme ocorreu no dia 31 de outubro de 2016, na praça Frei Martinho, no município onde o curta foi gravado. O detalhe é que a história tem como personagens os próprios moradores da cidade, que deram mais sensibilidade ao desfecho.

Sandra Buriti foi uma das 20 selecionadas no Revelando os Brasis, que já realizou quatro edições resultando em 180 obras, entre ficções, documentários e uma animação. Depois das histórias selecionadas, os autores participam de uma oficina audiovisual com duração de 15 dias, no Rio de Janeiro, onde aprendem noções básicas de roteiro, direção, produção, direção de fotografia, direção de arte, som, mobilização comunitária. Após o curso, os autores retornam às cidades para a gravação dos filmes com o acompanhamento de uma produtora custeada pelo projeto e a participação de membros da comunidade em funções artísticas e de produção.

Confira os dias e horários de exibição (Horário de Brasília)

Sábado (7), às 19h15
Domingo (8), às 21h30
Segunda-feira (9), às 6h30 e às 22h
Terça-feira (10), às 4h
Sexta-feira (13), às 16h30

Jornal da Paraíba

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”

Nenhum comentário:

Postar um comentário