Rádio Cenecista de Picuí

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Audiência pública quer pressionar governo federal a concluir obras da transposição na PB

Segundo o MPPB, a transposição é apontada como uma das principais medidas para resolver a crise hídrica no estado, com destaque para a região de Campina Grande, já que o açude Boqueirão segue com 6,8% de volume

A chegada das águas da transposição do rio São Francisco vai ser tema de uma audiência pública para pressionar o governo federal a concluir as obras da transposição, sobretudo as do eixo norte, que vão abastecer a Paraíba.


A audiência vai ser realizada entre o Ministério Público da Paraíba (MPPB) e a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa).

Segundo o MPPB, a transposição é apontada como uma das principais medidas para resolver a crise hídrica no estado, com destaque para a região de Campina Grande, já que o açude Boqueirão, que abastece 19 municípios da região, já opera em volume morto e segue com apenas 27,9 milhões de metros cúbicos (m³), ou 6,8% da capacidade total de 411,6 milhões de m³.

Ainda segundo o MPPB, os governadores e procuradores-gerais de Justiça dos Estados da Paraíba, do Ceará, Rio Grande do Norte e Pernambuco serão convidados para participar da audiência.

Também vão ser chamados representantes dos órgãos técnicos; do Ministério Público Federal, Ministério da Integração Nacional e Agência Nacional de Águas (ANA), prefeitos e presidentes das Câmaras de Vereadores da região, promotores de Justiça que atuam no Cariri paraibano, senadores da bancada paraibana, Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep) e associações.

De acordo com o MPPB, a data da audiência ainda vai ser definida, mas deve acontecer no mês de novembro, em Campina Grande.

Portal Correio

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”