Rádio Cenecista de Picuí

domingo, 20 de maio de 2018

Irmão de Ricardo Coutinho morre na manhã desse domingo

De acordo com a família, a principal hipótese é que ele tenha sofrido um infarto enquanto dormia
Foto: Reprodução
Lafaiette Coutinho
O irmão do governador Ricardo Coutinho, Lafaiette Coutinho, faleceu aos 75 anos na manhã deste domingo (20), na cidade de João Pessoa. De acordo com a família, a principal hipótese é que ele tenha sofrido um infarto enquanto dormia.


Segundo Coriolano Coutinho, irmão de Lafaiette, ele não se levantou pela manhã, como de costume, e então foi constatado que ele havia falecido durante a madrugada.

Nas redes sociais, outra irmã da vítima, Sandra Coutinho, lamentou a perda. “Teremos muitas saudades, mas nos aliviará a certeza que ele está ao lado do Pai”, disse.

O velório está acontecendo nesse momento no cemitério Parque das Acácias, em João Pessoa, e o funeral deve ocorrer às 17h Por volta das 14h, o governador Ricardo Coutinho foi até o cemitério para prestar homenagens ao irmão.

Portal Correio

Homem é assassinado a tiros durante discussão em vaquejada

Um desentendimento entre vítima e acusado, onde culminou com a morte de jovem Alisson Rodrigues de Oliveira de 28 anos
Foto: Reprodução
Alisson Rodrigues de Oliveira
Um crime de homicídio do tipo execução foi registrado por volta das 23h10 deste sábado (19), no Sítio Pitombeira, na zona rural da cidade de Santa Cruz, região de Sousa, na Paraíba.


Segundo informações, na localidade estaria ocorrendo uma vaquejada, momento em que houve um desentendimento entre vítima e acusado, onde culminou com a morte de jovem Alisson Rodrigues de Oliveira de 28 anos.

Uma equipe do SAMU ainda esteve no local para tentar prestar socorro ao popular, porém já se encontrava em óbito.

A Polícia Militar esteve no local e isolou a área até a chegada da equipe da Delegacia de Homicídios e Entorpecentes (DHE), que deu início às investigações e encaminhou o corpo da vítima ao NUMOL de Patos, para ser realizado o exame cadavérico.

Sertão Bem Informado

Perseguição termina em acidente e suspeitos presos

Trio é investigado por tráfico. Feridos, eles foram encaminhados ao Hospital de Emergência e Trauma da Capital
Foto: Divulgação/Polícia Militar
Ação aconteceu em Cabedelo
Três homens foram detidos, na noite desse sábado (19), após o carro que eles estavam bater em um poste durante uma perseguição policial no município de Cabedelo, na Grande João Pessoa. Os suspeitos são investigados por tráfico de drogas.


Segundo a Polícia Militar, policiais promoviam rondas no município quando avistaram o veículo, iniciando abordagem. Com isso, o motorista do carro tentou fugir e houve a perseguição, que só terminou após o carro dos suspeitos bater em um poste.

Ainda segundo a PM, os três suspeitos ficaram feridos e foram encaminhados pelo Samu ao Hospital de Emergência e Trauma da Capital. Além de serem investigados por tráfico, a polícia descobriu que o carro usado pelo trio estava com documentação falsa e placa clonada.

Portal Correio

Operação apreende mais de 100 kg de maconha em João Pessoa

Segundo a PM, o local onde as drogas estavam guardadas, no bairro do Cristo, funcionava como um ‘depósito do tráfico’
Foto: Divulgação
Drogas apreendidas durante a operação
Mais de 100 quilos de maconha foram apreendidos, na noite desse sábado (19), durante uma operação conjunta entre as polícias Militar e Federal na comunidade Vale das Palmeiras, que fica no bairro do Cristo, Zona Oeste de João Pessoa.


Segundo a PM, o local onde as drogas estavam funcionava como um ‘depósito do tráfico’. Durante a ação, um homem de 21 foi preso em flagrante.

Além das drogas, ainda foram apreendidas na operação uma balança de precisão e uma moto que seria usada no transporte de entorpecentes. Todo o material apreendido e o preso foram levados para a sede da Polícia Federal, que fica no município de Cabedelo, na Grande João Pessoa.

Portal Correio

Preso, Lula quer de volta benefícios de ex-presidente

Juiz vetou assessores, motoristas, seguranças e carro oficial ao petista

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu de decisão que manda cortar "benefícios" conferidos a quem, como ele, já ocupou o Palácio do Planalto, entre 2003 e 2010. Ao vetar assessores, motoristas, seguranças e carro oficial ao petista, o juiz da 6ª Vara Federal de Campinas, Haroldo Nader, destacou a "desnecessidade" desse aparato. Ações para barrar os benefícios foram levadas à Justiça pelo MBL e pelo Nas Ruas. Em recurso, advogados do petista afirmam que a decisão "coloca em risco a subsistência do ex-presidente".


"Registre-se desde logo que as 'benesses' referidas pelo autor (MBL e NasRuas) e também pela decisão agravada são, em verdade, prerrogativas e direitos assegurados em lei para todos os ex-presidentes da República", argumentam os advogados.

Os defensores de Lula ressaltam que "nossa legislação - vigente e válida - garante àqueles que ocuparam o cargo máximo da República o status de ex-Presidentes".

"Essa condição jurídica especial abarca somente uma equipe composta de oito servidores, no caso, assessores, seguranças e motoristas, além de dois carros", segue o recurso.

"Como se sabe, nos sistemas presidencialistas, o Presidente da República acumula as funções de chefe de Governo e de chefe de Estado, de tal maneira que o povo, após o término do mandato, permanece associando sua imagem à da nação", argumentam.

Os advogados ainda afirmam ser "inegável que um ex-Presidente da República conserva, naturalmente, sua condição de figura pública".

"Isso para não falar que o ex-Presidente é detentor de informações muito preciosas. Ele carrega consigo segredos de Estado, que dizem respeito à soberania, às relações internacionais, à segurança nacional, às reservas estratégicas, cuja divulgação pode ocasionar irreparáveis prejuízos ao país e a toda sociedade", diz a defesa.

Os advogados ainda afirmam que a decisão que barrou os benefícios "coloca em risco, como já demonstrado, a dignidade e a própria subsistência" de Lula "no mais difícil momento de sua vida - privado de sua liberdade por uma decisão injusta e arbitrária -, de receber o auxílio de pessoas que com ele convivem de longa data e que conhecem suas necessidades pessoais".

Decisão
A ação popular foi movida por Rubens Alberto Gatti Nunes. O juiz reconheceu a conexão de outra ação popular, proposta por: Joice Hasselman, Carla Zambelli, Julio Cesar Martins Casarini, do movimento NasRuas.

O magistrado destacou a desnecessidade da mobilização de "alguns agentes" para acompanhar Lula aonde fosse.

"Também é absolutamente desnecessária a disponibilidade de dois veículos, com motoristas, a quem tem o direito de locomoção restrito ao prédio público da Polícia Federal em Curitiba e controlado pelos agentes da carceragem", seguiu o juiz.

"Qualquer necessidade de transporte a outro local é de responsabilidade policial federal e sob escolta. Sem qualquer justificativa razoável a manutenção de assessores gerais a quem está detido, apartado dos afazeres normais, atividade política, profissional e até mesmo social não há utilidade alguma a essa assessoria."

"Logo, a permanência desses benefícios e, principalmente, seu pagamento à custa da União, são atos lesivos ao patrimônio público, pois é flagrante a inexistência dos motivos."

Notícias ao Minuto

Evento promove ‘desaniversário’ de obra inacabada na UFPB

Obra de construção do prédio da pós-graduação em Educação, que começou em 2011, orçada em R$ 1.824.195,39, não foi concluída e prejudica alunos e professores

Uma manifestação de professores, diretores e estudantes do Centro de Educação (CE) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) promoverá, nesta segunda-feira (21), às 10h, no Campus I da instituição de ensino, o ‘desaniversário’ da obra de construção do prédio da pós-graduação em Educação, que começou em 2011, orçada em R$ 1.824.195,39, mas que ainda não foi concluída, apesar da previsão inicial de 360 dias para seu término.


Segundo o professor Ricardo Lucena, um dos organizadores do protesto, cursos foram criados com a promessa de conclusão do prédio. Porém, como a obra não ficou pronta, hoje em dia professores e alunos sofrem com a falta de salas para aulas e outras ocasiões, como defesas de dissertações e teses.

“Esse prédio deveria ter sido concluído há seis anos. Atualmente, as atividades de pós-graduação estão ocorrendo no prédio antigo, no Centro de Educação, onde o espaço é limitado e também existem problemas estruturais. Recentemente, o teto de uma das salas ruiu. Para mostrar essa situação e marcar nossa indignação, faremos um bolo e colocaremos um carro de som em frente ao prédio que segue em construção, nas proximidades do Restaurante Universitário”, contou o professor.

De acordo com Lucena, a direção do Centro de Educação já tratou sobre esses problemas em reuniões com a Reitoria da UFPB, mas a conclusão do prédio da pós-graduação não foi colocada como prioridade.

Sobre isso, conforme explicou o prefeito da UFPB, João Marcelo Macedo, há uma lista de seis obras prioritárias, definidas desde 2017 em tratativas com a Controladoria Geral da União, Ministério Público Federal, Secretaria de Planejamento Municipal e Corpo de Bombeiros.

“As obras definidas como prioridade ainda para 2017 foram os prédios da pós-graduação do CCSA; o Serviço de Saúde do Servidor (espaço dentro da Reitoria); o Centro de Energias Alternativas e Renováveis; o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Materiais; a Escola de música e o Laboratório de Aplicações de Vídeo Digital (Lavid). Nenhuma das obras foi retomada. Precisamos tirar licença ambiental, alvará de construção e licença dos Bombeiros. Ainda nem chegamos à parte financeira. É uma questão mais burocrática. O maior defeito dessas obras é que todas foram iniciadas sem projeto (de fundação, estrutural, elétrico, hidráulico, dentre outros)”, destacou João Marcelo.

O prefeito revelou que existe a previsão de que a obra do CE seja uma das prioritárias para 2018, assim como os prédios da pós-graduação do CCHLA, do Centro de Biotecnologia e da pós-graduação em Antropologia e Ecologia (Campus Mamanguape). Ainda serão discutidas intervenções necessárias nos campi de Areia e Bananeiras.

“No último concurso público, a UFPB contratou sete novos engenheiros e três arquitetos que atuarão nessas construções. A universidade tem também desenvolvido um trabalho em parceria com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) voltado para gestão de obras”, disse João Marcelo, que acrescentou que no dia 29 deste mês será feita, em Brasília, uma reunião no Ministério da Educação para tratar sobre nas demandas da UFPB.

Gustavo Medeiros – Portal Correio

sábado, 19 de maio de 2018

Evangelho do Dia: (Jo 20,19-23) - domingo, 20 de maio de 2018

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas, por medo dos judeus, as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, Jesus entrou e, pondo-se no meio deles, disse: “A paz esteja convosco”. Depois dessas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos se alegraram por verem o Senhor.

Novamente, Jesus disse: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos envio”. E, depois de ter dito isso, soprou sobre eles e disse: “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem não os perdoardes, eles lhes serão retidos”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Assalto a vereadora na PB acaba em tiroteio com a PM

A vereadora de Pocinhos, Mônica de Nazaré (PSB), foi assaltada na manhã deste sábado (19)

A vereadora do município paraibano de Pocinhos, Mônica de Nazaré (PSB), foi assaltada na manhã deste sábado (19). Ela teve seu celular e mais R$ 30 reais roubado por bandidos.


De acordo com as informações policiais, logo após bandidos assaltarem a vereadora no Distrito de Nazaré, a Polícia Militar foi acionada. Ao chegar no bairro Copel, uma dupla de assaltantes foi vista pelos policiais. Houve perseguição e troca de tiros entre a polícia e os bandidos. Os acusados estavam numa moto e a abandonaram, depois entraram correndo num matagal ainda nas aproximardes da Copel.

Testemunhas disseram que a Polícia encontrou os pertences da vereadora nesta perseguição. Tudo o que foi conseguido foi encaminhado à Delegacia de Pocinhos. Neste momento, oito viaturas da PM continuam procurando os criminosos que fugiram pelo matagal.

Fonte: Portal PB em Ação

Engenheiro confundido com Antonio Fagundes em vídeo diz que passa bem após agressão em posto

Vídeo circula no WhatsApp e virou um dos assuntos mais comentados do Twitter
Foto: Reprodução/WhatsApp
Vídeo que circula em WhatsApp diz que homem é Antonio Fagundes
O homem que aparece em um vídeo embriagado e levando tapas em um posto de combustíveis disse ao G1 estar bem após a agressão sofrida. As imagens viralizaram em redes sociais nesta quinta-feira (17) por causa da semelhança da vítima, de 62 anos, com o ator Antonio Fagundes. O assunto ficou entre os mais comentados do Twitter.


“Estou bem, estou bem. Eu e meu advogado estamos reservados em falar sobre o caso”, disse por telefone o engenheiro aposentado, que prefere não ter o nome divulgado.

A violência aconteceu no dia 5 deste mês em Alphaville, na Grande São Paulo, e foi gravada por celular. Nas imagens, o agressor, um homem alto e forte, desfere dois tapas fortes no rosto do engenheiro, que cai no chão a cada um dos golpes. Em seguida, o agressor aparenta mostrar uma arma para a vítima.

A voz e a aparência física do engenheiro no vídeo se assemelham de tal forma às do ator, que o próprio Fagundes fez questão de se pronunciar para desmentir o caso. A TV Globo também confirmou que não se trata do ator.

O engenheiro deve prestar depoimento informal no Distrito Policial de Santana de Parnaíba na próxima semana, segundo a delegada titular Izabel Ferraz. Preliminarmente, a vítima informou à polícia que ouvia música no posto de combustíveis quando um homem se aproximou e pediu para baixar o volume. Posteriormente, soube-se que o agressor era segurança do local.

“O caso ainda está como de autoria desconhecida. Foi registrado um boletim de ocorrência de lesão corporal e ameaça”, disse a delegada.

Posto
A reportagem do G1 foi até o posto de combustíveis e conversou com um homem que se apresentou como gerente do estabelecimento, mas que não quis se identificar pelo nome.

Num primeiro momento, ele disse que conversou com os funcionários que trabalham no turno sobre uma possível agressão no local na madrugada do dia 5, mas acrescentou que não recebeu informes da equipe.

Ele chegou a sugerir que o caso poderia ter ocorrido em outro posto de mesma bandeira, na mesma Avenida Yojiro Takaoka, mas a delegada confirmou se o registro dos fatos foi mesmo neste posto de combustíveis. O gerente ainda comentou que o local é frequentado por muitos policiais e que a vítima poderia ter se estranhado com algum deles.

Comerciantes do entorno descreveram a vítima como sendo uma pessoa muito querida, que gosta de frequentar o comércio local e ficar conversando com amigos.

A gerente de outro posto de combustível disse que o engenheiro era um bom cliente e que apenas deixou de frequentar o local após o fechamento da loja de conveniências.

Glauco Araújo, G1 SP, Santana de Parnaíba

Médica é agredida por paciente durante atendimento em JP

De acordo com o relato dos representantes do Sindicato, este não é o único caso de agressão já ocorrido e pede por mais segurança no Trauminha

Uma médica foi agredida, durante o expediente, com um soco no rosto e teve a cabeça lançada contra a porta do consultório por um paciente, no Complexo Hospitalar Tarcísio de Miranda Burity, conhecido como Trauminha de Mangabeira, em João Pessoa. A informação foi dada nesta sexta-feira (18) pelo Sindicato dos Médicos da Paraíba (Simed).


De acordo com o relato dos representantes do Sindicato, este não é o único caso de agressão já ocorrido e pede por mais segurança no Trauminha.

Além disso, o Simed solicitou segurança armada 24 horas por dia nas unidades de saúde de João Pessoa, principalmente nas que já passaram por casos de violência.3

Outras denúncias já informaram que acontecimentos da mesma natureza já ocorreram no local.

MaisPB

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Evangelho do Dia: (Jo 21,20-25) - sábado, 19 de maio de 2018

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Pedro virou-se e viu atrás de si aquele outro discípulo que Jesus amava, o mesmo que se reclinara sobre o peito de Jesus durante a ceia e lhe perguntara: “Senhor, quem é que te vai entregar?” Quando Pedro viu aquele discípulo, perguntou a Jesus: “Senhor, o que vai ser deste?”

Jesus respondeu: “Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, que te importa isso? Tu, segue-me!” Então, correu entre os discípulos a notícia de que aquele discípulo não morreria. Jesus não disse que ele não morreria, mas apenas: “Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, que te importa?”

Este é o discípulo que dá testemunho dessas coisas e que as escreveu; e sabemos que o seu testemunho é verdadeiro. Jesus fez ainda muitas outras coisas, mas, se fossem escritas todas, penso que não caberiam no mundo os livros que deveriam ser escritos.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Greve dos professores de escolas privadas de CG inicia com Aulão público de cidadania

A categoria reivindica um reajuste salarial próximo ao piso, mas recebeu uma proposta de reajuste de R$ 0,23 por hora aula
Foto: Reprodução
Aulão público de cidadania, em Campina Grande
A greve dos professores das escolas privadas de Campina Grande começou nesta sexta-feira (18) e foi marcado por um Aulão público de cidadania na Praça Clementino Procópio, no Centro da Cidade. 


A categoria reivindica um reajuste salarial próximo ao piso, mas recebeu uma proposta de reajuste de R$ 0,23 por hora aula do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino de Campina Grande. O Sindicato dos Professores do Ensino Privado do Agreste considerou a proposta uma “humilhação” e um “desrespeito” com os professores que buscavam um aumento de R$1,15 por hora aula. 

Segundo eles, os professores não podem admitir que escolas, que ajustaram suas mensalidade de 14 a 18% queiram dar reajuste de R$0,23 a um educador. 

Lado dos patrões 

O SINEPEC emitiu nota, na tarde desta quinta-feira (17), afirmando que o reajuste está dentro da média. Eles reforçam que a greve deliberada pelos professores não deve continuar, tendo em vista que a proposta “inicial apresentada pelas escolas assegura aos professores e funcionários todos os direitos sociais em vigor”.

Paraíba Todo Dia

Impostos poderão cair para diminuir preço dos combustíveis

"Está subindo demais. Já tinha conversado anteriormente com o presidente [da Petrobras] Pedro Parente", disse ministro

O ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, disse nesta sexta (18) que é preciso discutir o preço dos combustíveis no país. Ele avaliou que o preço “está subindo demais”, e revelou que medidas como a redução de impostos já estão em discussão. Nessa quinta, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo na Paraíba (Sindipetro-PB) informou que há o risco do litro da gasolina chegar a R$ 5 no estado. Atualmente, o preço em João Pessoa está entre R$ 3,99 e R$ 4,29.


“Está subindo demais. Já tinha conversado anteriormente com o presidente [da Petrobras] Pedro Parente. Cheguei até, em determinado momento, a conversar com o presidente do Cade [Conselho Administrativo de Defesa Econômica], porque havia alguma distorção que ninguém entendia e é fundamental que as pessoas entendam”.

Segundo o ministro, a Petrobras pratica uma política preços correta, mas é preciso entender que a composição do preço envolve outros fatores. “Então, temos que, juntos, entrar na discussão desses outros fatores, porque a gasolina, e o combustível de modo geral, sobretudo o gás de cozinha, não é um bem conspícuo”.

Para o ministro, os impostos são muito elevados e, segundo ele, já está em discussão a possibilidade de reduzir o PIS/Cofins e o ICMS. A discussão sobre o preço dos combustíveis, na visão dele, também deve envolver a Petrobras, pela sua importância como fornecedora.

“É uma questão do governo, mas ela [a Petrobras] como elemento importante e fornecedora de um bem fundamental, tem que dar a sua experiência, contribuição e avaliação da realidade para que possamos ter uma política de preço que seja justa”.

Durante palestra na Associação Comercial do Rio de Janeiro, Moreira Franco também considerou que a carga tributária sobre a energia elétrica no Brasil é “absolutamente extorsiva”. “Somos a quinta energia mais cara do mundo, o que é uma coisa muito preocupante. Isso se torna mais preocupante porque o cliente pega a sua conta e não entende como é a composição de preço da energia”, disse, citando a cobrança do ICMS.

Cessão Onerosa
O ministro evitou comentar detalhes sobre a discussão em torno do contrato de cessão onerosa de reservas do pré-sal, que está sendo renegociado entre o governo e a Petrobras. Moreira Franco disse que a Petrobras “é credora” na renegociação, que ocorre de forma confidencial.

Em 2010, quando foi firmado o contrato original, a União cedeu à Petrobras o direito de explorar 5 bilhões de barris de petróleo e gás natural, por meio do sistema de exploração cessão onerosa, modelo pelo qual a contratação entre as partes é direta, e não por meio de leilão ou licitação. Em troca, a empresa pagou ao Tesouro Nacional R$ 74,8 bilhões. O governo e a Petrobras discutem agora a revisão desse valor, já previsto no contrato, considerando, por exemplo, variações do dólar e do preço do barril do petróleo.

Energias renováveis
O ministro disse durante a palestra para empresários fluminenses que está em estudo um programa para financiar a instalação de painéis solares em residências e empresas.

Para o ministro, as fontes renováveis poderão contribuir para a queda do preço final do combustível no país. Segundo Moreira Franco, até 2030, os investimentos em energias renováveis no país devem atingir R$ 125 bilhões.

Agência Brasil

Marcelinho Paraíba tem prisão decretada por atraso no pagamento de pensão

Jogador defendeu a Seleção Brasileira e hoje atua no time do Treze, em Campina Grande
Foto: Ramon Schimit/Treze/Arquivo
Marcelinho Paraíba defende o time
do Treze, de Campina Grande
A Justiça determinou a prisão do jogador de futebol Marcelinho Paraíba, que atualmente defende o time do Treze, em Campina Grande, por atraso no pagamento de pensão alimentícia. O mandado de prisão foi expedido pelo juiz Cláudio Pinto Lopes, da Vara da Família de Campina Grande, no dia 11 de maio, mas só foi tornado público nesta sexta-feira (18).


Marcelinho tem 43 anos de idade e foi destaque defendendo a Seleção Brasileira e equipes como o São Paulo, o Grêmio e o Herta Berlim, da Alemanha.

O juiz determina que Marcelinho seja recolhido por 30 dias ao Presídio Agnelo Amorim, conhecido como Presídio do Monte Santo, em Campina Grande, e ainda intima o Treze a descontar o valor devido diretamente no salário do atleta.

O G1 tentou contato com o advogado Afonso Vilar, que representa o jogador, mas a secretária dele afirmou que ele só iria se pronunciar no fim da tarde.

O advogado do Treze, Jorge Ramalho, afirmou que o clube ainda não foi notificado, mas que vai cumprir qualquer decisão judicial.

Marcelinho Paraíba não viajou com a delegação do Treze, que deixou Campina Grande no começo da tarde desta sexta-feira (18) com destino a Maceió para uma partida contra o Santa Rita de Alagoas, pela Série D do Campeonato Brasileiro. Na quinta-feira, ele já havia faltado à atividade do time, alegando problemas pessoais.

G1 PB

Professores de escolas privadas entram em greve em CG

Greve foi deflagrada por tempo indeterminado e pode afetar cerca de 30 mil alunos de 180 escolas. Profissionais pedem reajuste salarial de 10%
Foto: Reprodução
Professores do colégio Motiva, no Catolé, cantaram o hino brasileiro, no início da manifestação
Professores da rede privada de ensino de Campina Grande entraram em greve nesta sexta-feira (18). De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Privado do Agreste e da Borborema (Sintenp), José Roberto Martins, professores, funcionários, alunos e pais se reuniram na Praça Clementino Procópio, no Centro da cidade, onde realizam um aulão público nesta manhã, em forma de protesto.


A paralisação das aulas por tempo indeterminado pode afetar cerca de 30 mil alunos das 180 escolas da rede privada. José Roberto Martins informou que os 4.500 professores e profissionais pedem reajuste salarial de 10%, enquanto os patrões oferecem 3,3% de aumento. Esta é a primeira paralisação geral em 12 anos.

G1 entrou em contato com vice-presidente do Sindicato Patronal das Escolas Privadas de Campina Grande (Sinepec), Paulo Loureiro, que disse que apenas três escolas da rede privada da cidade estão parcialmente paralisadas. Ele afirmou que o Sinepec repudia a estratégia usada pelo Sintep em "utilizar menores incapazes como manobra para reivindicação salarial".

Paulo Loureiro afirma ainda que o sindicato questiona a ilegalidade das estratégias usadas pelo Sintenp. Além disso, ele informou que o reajuste salarial foi de 1,8%, uma reposição da inflação, que os professores têm o livre arbítrio de aderir ou não à greve e que o sindicato está sempre disposto a acordos com os funcionários.

O presidente do Sintenp informou que no sábado (19), o sindicato estará em João Pessoa para buscar mediação do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), pois a classe não possui a intenção de estender a greve por muito tempo.

Ainda de acordo com José Roberto Martins, os professores se reuniram em assembleia no sábado (12) e foi decidida a deflagração de greve caso o sindicato patronal não avançasse nas reivindicações. Segundo ele, já são dois meses de negociação, mas o sindicato patronal vem desrespeitando a classe.

A informação do presidente do Sintenp é de que, na quarta-feira (23), às 9h30, haverá uma assembleia com professores e pais na Associação Comercial de Campina Grande (ACCG).

G1 PB

Crianças são transportadas em porta-malas de transporte ilegal

Ele teve o carro apreendido e levado ao pátio da Semob-JP, no bairro do Cristo
Foto: Divulgação
O flagrante foi feito
durante fiscalização da
equipe da Semob-PB
Uma fiscalização da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) flagrou, nesta sexta-feira (18), crianças sendo transportadas em um porta-malas de um veículo que fazia transporte escolar clandestino na cidade.


O motorista levava oito crianças de forma clandestina e em condições que colocavam a vida dos passageiros em perigo. Ele teve o carro apreendido e levado ao pátio da Semob-JP, no bairro do Cristo. Por não estarem cadastrados esses veículos não passam por qualquer tipo de inspeção, já os regulamentados passam por vistoria semestral.

A Lei – A fiscalização da Semob-JP, que tem o apoio do Ministério Público da Paraíba (MPPB), está baseada na Lei Complementar Municipal Nº 44, de 09 de maio de 2007, que estabelece normas complementares para a exploração do serviço de transporte remunerado de passageiros em João Pessoa.

Portal Correio

Portabilidade de salário poderá ser solicitada pela internet a partir de julho

Atualmente, o trabalhador precisa solicitar a transferência ao banco contratado pelo empregador

Clientes bancários poderão, a partir de 1º de julho, fazer pela internet a portabilidade de conta salário para outra instituição. O Banco Central também abriu a possibilidade de que a solicitação seja feita diretamente ao banco que vai receber os valores.


Atualmente, o trabalhador precisa solicitar a transferência ao banco contratado pelo empregador. O prazo máximo estabelecido para que a portabilidade seja concretizada é de cinco dias úteis. O salário poderá ser também transferido para contas pré-pagas.

O Banco Central ainda determinou que a instituição financeira contratada pelo empregador é obrigada a aceitar o pedido de portabilidade.

A conta salário é aquela que o empregador abre somente para fazer depósito dos rendimentos, não permitindo o recebimento de valores de outras fontes. Esse tipo de conta não tem cobrança de taxas, mas as operações (saque, extrato, cartão de débito) são mais restritas do que uma conta corrente.

Fernando Mellis, do R7

Grupo usa carro para arrombar loja e rouba oito televisões em Campina Grande

Outras dez televisões foram danificadas. Gerente não informou a quantia total levada na ação
Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba
Grupo arrombou loja com o carro em marcha ré, em Campina Grande
Um grupo de homens usou um carro em marcha ré para arrombar uma loja de departamentos e eletrodomésticos na madruga desta sexta-feira (18), em Campina Grande. Oito televisões foram roubadas do estabelecimento e outras dez foram danificadas. De acordo com a Polícia Militar, o gerente da loja não informou a quantia total que os suspeitos levaram do local.


O caso aconteceu por volta de 1h, na rua João Pessoa, no Centro da cidade. Ainda segundo a polícia, após arrombarem as portas da loja com o carro, homens encapuzados seguiram direto para a seção de televisões.

O circuito interno de câmeras pode ter registrado toda a ação e deve ajudar a Polícia Civil a investigar o caso. Até às 6h45 desta sexta-feira ninguém havia sido preso.

G1 PB

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Evangelho do Dia: (Jo 21,15-19) - sexta-feira, 18 de maio de 2018

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Jesus manifestou-se aos seus discípulos e, depois de comerem, perguntou a Simão Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?” Pedro respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Jesus disse: “Apascenta os meus cordeiros”.

E disse de novo a Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas?” Pedro disse: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas”. Pela terceira vez, perguntou a Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas?” Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Respondeu: “Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo”. Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas. Em verdade, em verdade te digo: quando eras jovem, tu te cingias e ias para onde querias. Quando fores velho, estenderás as mãos e outro te cingirá e te levará para onde não queres ir”.

Jesus disse isso, significando com que morte Pedro iria glorificar a Deus. E acrescentou: “Segue-me”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.